sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Paisagem pública em extinção

Peço desculpas aos leitores e leitoras de outros Estados brasileiros, mas não estou conseguindo conter a minha indignação. Esta segunda semana de novembro foi marcada por um desrespeito de alguns vereadores gaúchos para com os porto-alegrenses.

A maioria dos políticos aprovou o Projeto Pontal do Estaleiro. Foram 20 votos favoráveis, 14 contrários e duas abstenções. Para quem não conhece, esse projeto simplesmente prevê alterações na lei que define o regime urbanístico em uma área de 60 mil metros quadrados na zona sul da capital gaúcha.

Trata-se de uma paisagem da cidade. Um cartão postal, que agora, caso o Executivo aprove, se tornará exclusividade de poucos. A idéia é construir um mega empreendimento no local, com espaços comerciais e residenciais.

Para meus conterrâneos, é como fazer um prédio no meio da Redenção, do Parcão. Para os leitores e leitoras de outras regiões, é como construir um prédio de 40 metros em um lugar público e importante para a sua cidade.

É uma atitude descabida. Fica impossível não suspeitar que muitos vereadores foram comprados para votar a favor, pois não quero acreditar que uma pessoa tenha razões sensatas para essa decisão.

Peço para que os moradores de Porto Alegre leiam e guardem bem os nomes dos vereadores que votaram favoravelmente, para que nas próximas eleições não elejam estes destruidores da Orla.


Bom final de semana!

7 comentários:

Luzzi disse...

Cara, tenho que discordar de ti, em alguns aspectos...

Os vereadores aprovaram o uso do local como venda para um uso imobiliário; isso não quer dizer que será feito aquele projeto, pois dificilmente a SMAM irá permitir.
COncordo contigo que prédios tão altos irão prejudicar o meio ambiente, a visão... enfim, muitas coisas... mas algo tem de ser feito naquele local, pois este está largado as traças...

Agora... o que tu me diz do museu do Iberê???

Minuto do Intervalo disse...

Ok, minha única dúvida é a seguinte: este terreno é público ou privado? Uns dizem que é particular, outros dizem que é de Porto Alegre. Se for privado, não há o que fazer, o proprietários é quem decide. Agora, se for público, é um absurdo!

MARIUS QUIRÓZ disse...

Aquele local está abandonado faz anos. É lixo e sujeira acumulando dia após dia. Ninguém vai lá, nem lembra que existe.

Se derem a ele um destino decente sou a favor.

Luzzi disse...

Tine's, este local é privado... e parece que foi repassado para os antigos funcionários do Estaleiro Só após asua falencia.

É claro que o projeto tem que ser viável para o meio ambiente também.

Luzzi disse...

Tine's, este local é privado... e parece que foi repassado para os antigos funcionários do Estaleiro Só após asua falencia.

É claro que o projeto tem que ser viável para o meio ambiente também.

...diego! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Minuto do Intervalo disse...

Pois é. Acho que o que vai acontecer é o seguinte: vão diminuir alguns andares e aprovar o projeto.

Mas o que me deixa indignado, é ver nossos vereadores criando e aprovando projetos somente quando lhe interessam. Tantos outros projetos poderiam ser criados e/ou aprovados...