quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Vocação

É muito dificil saber qual a sua vocação. Exige um autoconhecimento e uma autocrítica enorme. E verdadeira. Não sei se eu sei a minha verdadeira vocação. Que para mim é diferente de dom. Não acredito muito em dom. Pelo menos em nascer com dom. Acredito em oportunidades.

Como diz Waldez Ludwing, Mozart é o que é por alguém um dia lhe apresentar o piano.

Comecei a ler o livro "Filhos Brilhantes, Alunos Fascinantes" de Augsuto Cury. Ganhei de um professor como prêmio de assiduidade na aula. Achei interessante o trecho "(...) Filhos brilhantes e alunos fascinantes não são sempre os bem comportados, os que não falham, não choram ou não tropeçam. Mas, aqueles que aprendem a desenvolver consciência crítica, decidir seus caminhos, trabalhar seus erros, construir tolerância (...)".

Não é ser saudosista, mas cadê aquela juventude questionadora que conquistou tanta coisa? Hoje é tudo rápido, pronto, sem pensar, sem dificuldades para conquistar.

"(...) Bons filhos se preparam para o sucesso, filhos fascinantes se preparam para enfrentar derrotas e frustações (...)".

Vejo nos pais uma responsabilidade muito grande nisso. "Podam" os sonhos ou as vocações dos filhos. Aconselham fazer um concurso público para viver as custas do governo fazendo todos os dias a mesma chatice com a segurança de não ser demitido ao invés de investir no que gostam.

Aconselham a continuar como escravos em empresas ao invés de investirem no empreendedorismo, achando que é mais seguro colocar a sua carreira nas mãos de seu chefe ao invés das suas.

De nada adianta a vocação sem oportunidade e um pouco de coragem.


"Corra riscos. Não corra perigo".

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Vergonha!

Se tem uma coisa que me deixa louco, é juros.

Mas se tem uma coisa que me deixa mais louco ainda são os juros abusivos.

Faço o possível para não pagar. E muitas vezes deixo de comprar.

É comum as pessoas pagarem o dobro do preço por um carro, por uma casa ou por uma TV de plasma.
O pior é que não pára por aí. Continuam aumentando. Segundo pesquisa divulgada pelo Procon, a taxa média dos empréstimos aumentou de 5,28% para 5,42% ao mês. Os juros do cheque especial passaram de 8,90% para 9,06% ao mês.

Será que ninguém tá vendo que vai acontecer com o Brasil a mesma coisa que aconteceu nos EUA?

Vai quebrar!

Estão facilitando para a classe C consumir através de longos financiamentos e prestações, porém com juros altíssimos. Vai chegar uma hora que não vão conseguir mais pagar.
Querem cobrar pelo risco de inadimplência? Cobrem. Mas não precisa abusar. Aí já é roubo!
Pagar R$ 20.000,00 por um bem ou empréstimo de R$ 10.000,00 é roubo!

Se tivéssemos responsáveis políticos e privados honestos, não precisaríamos pagar tanto juros.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Gráficos Reais

Recebi um e-mail muito interessante e decidi repassar por aqui, para quem ainda não viu.

Vai dizer que não é verdade?!
















Bom final de semana!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

A dura vida do empresário brasileiro

O problema de quem quer iniciar um negócio próprio começa, justamente, no começo de tudo: a formalização.

Para os micros, trata-se de um enorme prejuízo e perda de tempo. Não basta apenas "contribuir" com os mensalões dos políticos, existe o custo com contador e sem falar na demora do processo.

Mas não pense que a vida dos empresários de médio e grande porte é mais fácil. Se o problema não for dinheiro, prepare-se para a "burrocracia brasileira".

Li no site Propaganda RS que o processo de registro de marcas por aqui é muito demorado, chegando a dois anos, com possibilidade de ampliação.

Algumas desculpas: quadro insuficiente de funcionários, necessidade de investimento em novas tecnologias e na qualificação de recursos humanos.

Qual o problema?

O principal deles é a pirataria. Ou o empresário espera esse prazo para lançar seu produto (acumulando prejuízos e prejudicando a economia) ou ele lança e se prepara para enfrentar a concorrência desleal da informalidade, um atraso para qualquer país.

Mas como ser formal nesse país?

domingo, 11 de julho de 2010

Acabou!

Acabou a Copa do Mundo que por aqui já tinha acabado há alguns dias. Só se ouve falar em 2014, uma desculpa para não desmotivar o torcedor brasileiro.

Ganhou uma das equipes com o melhor futebol, na minha opinião. Quatro seleções poderiam ganhar e eu acharia justo: Argentina, Alemanha, Holanda e Espanha. As quatro Seleções com o futebol mais bonito do mundo. Apesar de eu estar torcendo pro valente e emocionante futebol uruguaio.

Parabéns para a Espanha. Foi merecido. Futebol ofensivo com bom toque de bola. Ninguém querendo aparecer mais que o outro ou preocupado com a Nike. A festa em Madrid foi grande.

Na África, nem o goleirão Casillas se controlou...


quinta-feira, 8 de julho de 2010

A logomarca de 2014

Gostei da logomarca da Copa do Mundo de Futebol 2014 - que acontecerá no Brasil, apresentada recentemente em Joanesburgo.
Analisando a logomarca das últimas cinco Copas, nenhuma é tão objetiva, simples e criativa quanto a de 2014.



Qual é o principal objetivo das equipes participantes? A taça.

Qual é o maior objeto de desejo dos torcedores em época de Copa do Mundo? A taça.

O que todo mundo sonha? Tocar na taça.

Pronto!

Mãos tocando e formando a taça.

Simples assim.


Abaixo, as logomarcas das Copas passadas:


2010 - África do Sul
Não é feia. Representa o futebol bonito através da "bicicleta". Um pouco poluído, ao meu gosto.

2006 - Alemanha

Clima alegre. Poucos elementos que remeta ao país sede e no círculo inferior a reprodução da logomarca anterior: Coreia do Sul/Japão.


2002 - Coréia do Sul e Japão

A mais próxima da logomarca 2014, com ênfase na taça. Símbolo do infinito entre os "2" do "2002", que é muito bem-quisto em ambos os países.

1998 - França

Já dá pra notar a diferença de recursos gráficos "pré-2000". Cores do país sede, mas não me diz muita coisa. Aquela "mancha" embaixo da bola ficou estranha.

1994 - Estados Unidos

Praticamente uma bandeira americana, obviamente. Achei legal o lance de parecer um gol no ângulo. Bacana pra época.

P.S: não sou nenhum perito em criação, mas quem não gosta de "palpitar"?!

Bom final de semana.

domingo, 4 de julho de 2010

Aviso aos Navegantes...

Um estudo recentemente divulgado pela "Organization for Economic Cooperation and Development" aponta os jornais norte-americanos em pior situação financeira em comparação com outros 30 países.
Dentre os possíveis motivos, está a publicidade.
Os jornais dos Estados Unidos são os que mais dependem de publicidade - só em 2008, representava 87% de toda receita dos veículos.
Só no ano passado, três publicações fecharam na região de Washington em função da queda da receita publicitária.
Fica o aviso aos periódicos brasileiros, que andam errando feio por aí...


anúncio errado publicado pelo jornal Folha de São Paulo




anúncio certo não publicado pelo jornal Folha de São Paulo

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Um é bom. Dois também. Três é melhor ainda!

Me considero bastante conservador em relação a trilogias e continuações. Dificilmente gosto do 2 ou do 3. Sempre gosto mais do 1. Talvez seja a velha relação expectativa/resultado final. Acabo esperando algo tão bom quanto, que não corresponde.

Toy Store 3 é diferente.

Toy Store 3 é fantástico.

Toy Store 3 é previsivelmente surpreendente.

Não é melhor que o 1 e o 2. É tão sensacional quanto.

Emociona e educa crianças e adultos.

Uma verdadeira aula de liderança ministrada por um boneco, o simpático e inteligente Woody.

Sou apaixonado por desenhos. Principalmente pela capacidade de vida e emoção dada aos personagens. Quem diria que um rato (bicho detestado por muitas pessoas) seria tão bem-quisto como Stuart Little? Crianças pediam um Big Mac com rato de brinde. O mesmo já aconteceu com formigas, abelhas, baratas...

Esse poder ou essa capacidade que o desenho possui é sensacional.



Assista Toy Store 3!
Bom final de semana.

domingo, 27 de junho de 2010

E já faz um ano...

... que Michael Jackson morreu.

Vi anunciar um documentário o homegeando e pensei: o tempo passa e perdemos a noção do mesmo.

Foram alguns dias de repercurssão em todas as mídias e uma semana depois ninguém mais ouvia falar. Hoje já faz um ano...

As notícias vão abafando umas as outras.

Outro exemplo é a enchente no nordeste. Com a Copa, pouco ouvi falar sobre este triste acontecimento.

Fiquei apavorado com as imagens que vi. A natureza é ingrata com a região: ou mata por falta de água, ou mata pelo excesso dela.


Bom início de semana!

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Efeito Copa do Mundo

É interessante observar como o Brasil pára com os jogos do Brasil. Realmente trata-se de um evento e de um esporte diferenciado por aqui. Nenhum outro consegue o mesmo efeito.

Só a Copa do Mundo é capaz de mudar horário de banco, de as empresas pararem de funcionar...

E realmente seria muito difícil trabalhar durante o jogo. Acho, inclusive, que é um risco para a empresa, pela possível falta de atenção dos colaboradores.

Nem as mulheres - que não são tão apegadas ao esporte - conseguem.


Bom final de semana!

domingo, 20 de junho de 2010

De cara nova!

Após uma semana sem postar, o Minuto do Intervalo volta de cara nova.

Cada vez que vou escrever aqui, sinto que estou escrevendo a página de um livro.
Um livro sem data de publicação.
Um livro sem tema específico. As vezes parece de história, as vezes de economia, as vezes parece um gibi, e as vezes até um diário.
Isso acontece pois o blog não tem a pretensão de dominar todos os assuntos a ponto de escrever um livro. Mas sim de saber um pouquinho de cada coisa e compartilhar conhecimento.

Faço o possível para encontrar tempo para postar nas datas prometidas e fico muito triste quando por algum motivo não consigo. Encaro isso como respeito a quem acompanha este blog.

Um dia me disseram que não era pra eu me preocupar em postar na data prometida, afinal ninguem lia este blog.
Respondi que não tinha problema, pois não escrevo pensando nisso. Escrevo por que me dá prazer.

Neste mesmo dia resolvi instalar o Google Analytics e, um mês depois, descobri que mais de 400 acessos prestigiaram este espaço.

Evidente que isso motiva e me deixa muito feliz, mas mesmo que não tivesse nenhum acesso, escreveria com o mesmo prazer e com a mesma dedicação.

Espero que goste do novo layout. Ao lado criei uma enquete pra você dar a sua opinião. Nunca esqueça que ela é muito bem-vinda por aqui.


Bom início de semana!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

LAMENTÁVEL!

Esse foi o título do e-mail que recebi. Curioso, fui ler do que se tratava, e ao terminar, pensei: LAMENTÁVEL!

"Aconteceu no Ceará.

A demanda por mão de obra na indústria têxtil é imensa em função da importância do setor para a economia local e precisa ser constantemente formada e preparada. Diante disso, o Sinditêxtil fechou um acordo com o Governo para coordenar um curso de formação de costureiras.

O governo exigiu que o curso deveria atender a um grupo de 500 mulheres que recebem o Bolsa Família. De novo: só para aquelas que recebem o Bolsa Família.

Pela carência de mão obra, a idéia não poderia ser melhor.

Pois bem. O curso foi concluído recentemente e, com isso, os cadastros das costureiras formadas foram enviados para as empresas, que se prontificaram em fazer as contratações. Qual o número de contratações? Anotem aí: ZERO. Entenderam bem? ZERO!

O motivo? Simples, embora triste e muito lamentável, como afirma com dó, o diretor do Sinditêxtil: todas as costureiras, por estarem incluídas no Bolsa Família, se negaram a trabalhar com carteira assinada. Para elas, o Bolsa Família é um benefício que não pode ser perdido. É para sempre. Nenhuma admite perder o subsídio SEM NEGÓCIO.

De forma uníssona, a condição imposta pelas 500 formadas é de que não se negocia a perda do Bolsa Família. Para trabalhar como costureira, só recebendo por fora, na informalidade. Como as empresas se negaram, nenhuma costureira foi aproveitada."

Há alguns meses eu escrevi sobre a dificuldade de encontrar profissionais. Aí está mais uma prova. Uma "ajudinha" do governo para dificultar essa difícil missão.
O Bolsa Família precisa urgentemente ser revisto. A ajuda é importante (se não desse nada, iam reclamar que o governo não ajuda), mas precisa ser ajustada para não acontecer esse tipo de coisa e, pior que isso, ser uma verdadeira "Indústria de Filhos". Para a maioria das pessoas que se beneficiam do programa, quanto mais filho, melhor.


Bom final de semana!

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Boa ideia

Este interessante protesto foi realizado por jovens gaúchos, em um túnel da capital.
O fato curioso foi que a polícia algemou alguns protestantes achando que eles estavam pichando o local.
Na verdade, essa frase foi escrita com "limpeza". Ao invés de sprays, os jovens estavam com vassouras e produtos de limpeza, e foram com isso que escreveram a frase.
O certo seria estar tudo branco como a frase, pois a parte escrua é sujeira.
Após esclarecer mal entendido, os policiais soltaram os manifestantes.
Parabéns!
Bom início de semana.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Isso é Brasil!

Você tem entre 20 e 25 anos, está iniciando no mercado de trabalho após se formar ganhando R$ 1.500,00, vem de uma família classe média e não possui nenhum bem.

Provavelmente você planeja comprar um carro e um lugar para morar. Por outro lado, não quer entrar em um financiamento e pagar o dobro do valor total a um banco ou a uma financeira.

Então você resolve esperar e investir dinheiro na poupança, que atualmente paga em torno de 0,5% ao mês. Você investe 30% do seu salário, ou seja, R$ 450,00, mensalmente.

Então você passa um ano andando de ônibus e morando com os pais ou de aluguel para ter R$ 5.578,00. Rendeu R$ 178,00.

Agora eu pergunto: o que você compra com R$ 5.578,00?

Um carro popular usado custa em torno de R$ 15.000,00.
Uma casa ou um apartamento razoável, custa em torno de R$ 50.000,00.

Sem falar, que existe uma grande possibilidade de você querer usar este dinheiro para investir em um negócio próprio. Então você investe em uma franquia de R$ 30.000,00 com previsão de retorno de 2 anos. Logo, mais dois anos sem lucro.

Moral da história: é muito difícil escapar do financiamento. Se você não tem uma família ou alguém que te ajude, meu amigo, os bancos e as financeiras comemoram e esperam por você com os juros abusivos.


Bom final de semana!

domingo, 30 de maio de 2010

Parece mentira...

Foi assunto esse vídeo que mostra um bebê de dois anos fumante. Foi o pai quem deu o primeiro cigarro para ele, aos 18 meses de idade. Atualmente, a criança fuma em média 40 cigarros por dia. Dizem que é comum as crianças fumarem na Indonésia. Esse não perdeu tempo...




Não duvide de mais nada meu amigo...


Bom início de semana!

quinta-feira, 27 de maio de 2010

A história do machado e da árvore

"Você conhece a história do machado e da árvore?", pergunta o francês Alain Ryckeboer, diretor-geral da varejista de materiais para construção Leroy Merlin no Brasil.

"Há lenhadores que saem para cortar árvores com um machado ruim e ficam nove dias fazendo isso", diz. "Nós preferimos ficar nove dias afiando o machado para cortar todas as árvores de uma só vez".


Bom final de semana!

domingo, 23 de maio de 2010

Ameaça ou oportunidade?

O diretor de uma indústria de chinelo enviou dois vendedores para outro país, com o objetivo de comercializar seu produto neste novo mercado.

Após dois dias o diretor ligou para um vendedor, que falou: "- Chefe, não vai ter jeito de ganhar dinheiro por aqui. As pessoas andam de pés descalços. Não vou conseguir vender chinelos."

Abatido, o diretor desligou e ligou para o outro vendedor, que disse: "- Chefe, aumenta a produção que nós vamos enriquecer. Ninguém usa chinelo por aqui. As pessoas andam de pés descalços. Vamos ganhar muito dinheiro."

As ameaças e as oportunidades estão em cada um de nós. Depende dos olhos de quem vê.


Bom início de semana!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Frases dos ônibus na Copa...A SÁTIRA!

Os brasileiros não perderam tempo e a oportunidade de tirar uma onda das frases estampadas nos veículos que irão transportar as Seleções na Copa do Mundo.

Veja essa sátira. Ficou muito engraçado:

África do Sul: Futebol aqui é preto no branco.
Alemanha: A caneca é nossa!
Argélia: Sem essa de nadar, nadar, nadar e morrer nas dunas.
Argentina: Gracias, Dunga.
Austrália: Tirando onda dos adversários.
Brasil: Um ônibus, 10 volantes.
Camarões: Um time meio sem cabeça, mas cheio de pernas.
Chile: Um país inteiro tremendo de esperança.
Coreia do Norte: Vamos bombar nesse mundial!
Coreia do Sul: Vamos nos matar em campo. Mas se o jogo for contra a Coreia do Norte, matamos eles.
Costa do Marfim: Vamos, Elefantes! E ai de quem trombar com a gente.
Dinamarca: Ficaremos com os louros da vitória.
Eslováquia: Perdemos a Tcheca, mas não perdemos a honra.
Eslovênia: Pela milésima vez, não temos nada a ver com a Eslováquia.
Espanha: Não vamos fazer feio: convocaremos a Penélope Cruz.
Estados Unidos: Ê ô, ê ô, o Osama é um terror.
França: Desodorantes podem estar vencidos, o time nunca.
Gana: Gatos em pele de leões.
Grécia: Chuto, logo existo.
Holanda: Ônibus ecológico: fumaça só do lado de dentro.
Honduras: Em busca de um sonho. Ou pelo menos de um presidente.
Inglaterra: Chá com a gente.
Itália: A Copa do Mundo é massa.
Japão: A gente caberia numa van, né?
México: Se buscamos nosso lugar ao sol, porque temos que usar esses malditos sombreros?
Nigéria: Vamos tirar a barriga da miséria.
Nova Zelândia: Mas que diabos da tazmânia estamos fazendo aqui?
Paraguai: Copa do Mundo por apenas R$ 1,99.
Portugal: Seremos campeões em plena Ásia!
Sérvia: Vai dar Zebracovic.
Suíça: Vamos dar um chocolate neles.
Uruguai: Paulista é a mãe, mano.

Muuuuito bom!


Bom final de semana...

segunda-feira, 17 de maio de 2010

As frases dos ônibus na Copa...

A Fifa anunciou os "slogans" que definem cada seleção em seus respectivos ônibus. A votação aconteceu no site da entidade maior do futebol. As opções foram enviadas pelos internautas.

A frase estampada no ônibus brasileiro é: "Lotado! O Brasil inteiro está dentro!"

Confira a relação completa. Tem cada uma...

Alguns exemplos:

Dinamarca - "Tudo de que você precisa é um time dinamarquês e um sonho" (será?)

Gana - "A esperança da África" (Forte...)

Holanda - "Não tema os 5 grandes, tema os 11 laranjas" (o menos pior...)

Austrália - "Chutando no estilo Kiwi" (??????)

Suíça - "Vamos, Suíça" (quanta criatividade...)



Bom início de semana!!!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Marketing do momento

Tudo que envolve os "Meninos da Vila" bomba. Além de encantar o Brasil e o mundo com seu futebol alegre e ofensivo, as marcas que os utilizam como garotos-propaganda também estão alegres.

Após a Nike lucrar com a divulgação das chuteiras Mercurial nos pés dos jogadores do Santos, agora é a Seara que se aproveita do "fenômeno instantâneo". Assista o comercial estrelado por Ganso, Robinho e Neymar, que já teve mais de 2 milhões de acessos em 72 horas no youtube:



Dias atrás assisti uma entrevista do Presidente do Santos, que se mostrou apaixonado pelo clube e muito inteligente, e comecei a entender um pouco mais sobre tudo isso que está acontecendo. Afinal, nada é por acaso, e com certeza foi bem planejado. Agora o Santos colhe os frutos de uma estratégia audaciosa e eficaz. Que sirva de modelo de gestão aos demais clubes do Brasil.


Futebol à parte, parabéns ao Santos!

domingo, 9 de maio de 2010

Parabéns a todas as mulheres...

... que choram aos nos dar a vida;
... que choram quando damos os primeiros passos;
... que choram quando falamos as primeiras palavras;
... que choram quando ficamos doentes;
... que choram no dia de nossa formatura;
... que choram quando casamos;
... que choram quando outra chorona lhe dá um neto.


Feliz Dia das Mães!

quinta-feira, 6 de maio de 2010

A favor da CNHG!

Pilotar um guarda-chuva exige certa técnica. Poderia, inclusive, ser necessário tirar carteira para tal.

Brincadeira à parte, vamos combinar que a vida de pedestre nos dias de chuva não é muito fácil. Dia chuvoso por si só já é desagradável. Caminhar nesses dias é ainda pior.

A tarefa se torna mais difícil quando as pessoas não sabem andar com o guarda-chuva, sombrinha ou seja lá o nome que for. O que eu vejo de colisão, é impressionante.

Mas o pior de tudo é quem anda de guarda-chuva embaixo de marquises, toldos ou qualquer coisa que proteja quem não tem o guarda-chuva. E é a maioria.

Pense comigo: se você está com guarda-chuva, logo, não precisa de toldos ou marquises. Já as pessoas menos prevenidas que esqueceram o guarda-chuva, precisam.

Sem falar nas pessoas que estão caminhando com guarda-chuva mas esquecem ou não se dão conta e acabam batendo nas outras pessoas.

Carteira Nacional de Habilitação para Guarda-chuva, já!


Bom final de semana!

domingo, 2 de maio de 2010

Exemplo de herói

Um professor passou este vídeo na aula e achei legal divulgar para quem ainda não assistiu.



Bom início de semana!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Nem o Bonner consegue...

... fazer tudo ao mesmo tempo.

Algumas pessoas querem (ou tentam) fazer tudo ao mesmo tempo e acabam fazendo tudo errado.

Seja por uma característica da "Geração X", que querem tudo na mesma hora e pra ontem; seja por uma nova cultura das organizações, que buscam colaboradores dinâmicos e que façam tudo; ou seja por qualquer outro motivo.

Eu acredito que dá pra fazer tudo ao mesmo tempo. Desde que haja um planejamento para isso. Uma organização.

Fico impressionado com algumas pessoas que acabam se prejudicando com isso. Prejudicam sua imagem em relação aos clientes, aos colegas, aos filhos, aos amigos...

O jornalista Willian Bonner, que conquistou mais de 500 mil seguidores em seu Twitter, informou que não postará mais no microblog, alegando falta de tempo:

"Tenho que abrir mão de alguma coisa. Não será da minha família, não será do meu trabalho. Sobrou o tempo do Twitter..."

Parabéns! Dentre as três opções, eu tomaria a mesma decisão.


Bom final de semana!

domingo, 25 de abril de 2010

Por uma alimentação saudável!

Pra começar bem a semana - ainda mais após vitória do meu time no clássico - compartilho essa criativa dieta sugerida por um motel baiano. Não sei quem é a nutricionista responsável, mas nada mal seguir essas dicas, principalmente agora que as frutas estão em alta...


Ô, mente poluída...



Bom início de semana!

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Quando você sentir, será tarde demais.

Assista este vídeo:




Acho que nem preciso continuar esse post, mas gostaria de chamar a atenção de quem acha que fazer a sua parte será sempre insuficiente.

Todos pensam assim.

Pense diferente.

Seja exceção.

domingo, 18 de abril de 2010

Ficção e Vida Real

Mais real que o blog da personagem Luciana da novela Viver a Vida, são os comentários publicados no mesmo. Quem não conhece, acesse www.sonhosdeluciana.com.br. É interessante observar como o público encara.

O blog tem uma média de 200 comentários por post. Alguns picos de quatrocentos e pouco. A maioria com mensagens incentivando a personagem.

As postagens também não deixam a desejar. São diárias e relata o dia a dia da personagem da novela.

A Dove não perdeu tempo e já divulgou seu produto na página.

Já o blog de Alinne Moraes não recebe um post desde julho de 2008...

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Aonde a vaca vai...

...o boi vai atrás!

A Coca-Cola é uma grande propulsora de conceitos e estratégias.

Identificando um segmento que está crescendo muito, a marca criou e investiu pesado no conceito "Zero". Começou no Brasil em 2005, com a marca Sprite. Depois na marca Kuat, em 2006 e, percebendo o aumento de participação de mercado nos dois casos, apostou na sua marca principal, lançando a Coca Zero.

Sua principal concorrente, a Pepsi, ainda resiste em adotar o conceito Zero. Utiliza "Pepsi 3", "Pepsi Max" ou "Pepsi Light". Outras marcas não resistiram. E não estou falando apenas de refrigerantes.


Acho saudável essa "imitação". Quem ganha é o público que consome esse tipo de produto, um nicho que cresce muito, seja em função da preocupação com o corpo, seja em função da preocupação com a saúde.

Falando nisso, uma vez ouvi que existe diferença entre "Diet" e "Light", sendo o primeiro para pessoas que tem diabete e o segundo não. Caso algum nutricionista leia este blog, peço a gentileza de esclarecer se procede ou não essa informação.



Bom final de semana!

domingo, 11 de abril de 2010

Alpino sem Alpino

Há alguns meses a Nestlé lançou a linha de bebidas lácteas Fast. Aproveitou-se de três famosos produtos de seu guarda-chuva: Neston, Nescau e Alpino. Mas se você digitar "Alpino Fast" no Google Imagens, a primeira opção será essa:


A polêmica teve tanta repercussão que abafou o próprio lançamento do produto. Afinal, você compra gato por lebre.

O blog Coma Com Os Olhos teve mais de 100 mil visitas em fevereiro, quando escreveu sobre o assunto. Preocupada, a Nestlé Brasil enviou um e-mail para o blog no dia seguinte. A explicação foi esta:

"Alpino Fast tem ingredientes do chocolate Alpino e sua formulação exclusiva. Porém, os processos produtivos da bebida láctea e do chocolate são diferentes."
(Leia o e-mail na íntegra no blog Coma Com Os Olhos)

Eaí, tem ou não tem chocolate Alpino no Alpino Fast?

Eu ainda não experimentei, mas vou providenciar para ter uma opinião. Comentários dão conta de que não tem o mesmo gosto do chocolate.

Parece que a coisa já foi parar até no Ministério Público. Vamos ver o que vai acontecer...



Bom início de semana!

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Desemprego: aonde?

Se você conversar com um desempregado, ouvirá que está difícil conseguir emprego.

Se você conversar com um empresário, ouvirá que está difícil conseguir pessoas para suas organizações.

Há uma contradição! Afinal, quem está enganado?

Vejo dois problemas nesta história:

1- Falta de comunicação. As pessoas não sabem onde estão as oportunidades e as empresas não sabem onde estão as pessoas. Melhorou um pouco com o surgimento de inúmeras agências que fazem essa mediação, mas, para algumas profissões, é complicado.
Por exemplo, se uma empresa precisa de um pedreiro, consegue fácil?
Se um salão de beleza precisa de uma manicure, consegue fácil?
Por experiência própria, respondo as duas questões: não!

2- Falta de vontade de aprender. Waldez Ludwing, conhecido palestrante e consultor de empresas, relata que é comum ir ao banheiro antes de iniciar um treinamento e ouvir os colaboradores da empresa dizendo entre eles "temos que ir nessa droga de treinamento mesmo?". Não adianta dizer que é falta de dinheiro ou de oportunidade. É falta de vontade mesmo! A internet está aí, gratuita. Existem graduações praticamente de graça hoje em dia. Mas não adianta. Poucas pessoas querem evoluir.


Não adianta apenas reclamar dos problemas sociais no Brasil, se não solucionarmos os problemas pessoais.

Seria perfeito se as organizações resolvessem o problema 1, e as pessoas o problema 2.



Bom final de semana!

domingo, 4 de abril de 2010

Deixa acontecer naturalmente

Cansei de planejar os finais de semana.

Sempre acontece algo que muda tudo.

Para não ficar um post muito "pobrezinho", vou deixar uma frase de Zig Ziglar que acho muito interessante:

"Faça hoje o que a maioria não faz para ter amanhã o que a maioria não tem".


Bom início de semana!

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Feliz Páscoa!

É o que desejo a todos os leitores e a todas as leitoras deste blog, estendendo as suas famílias.

Vamos aproveitar este momento tão propício para agradecer por tudo que temos e somos, muitas vezes por causa de nossa família.

Entende-se família não somente pai e mãe. Mas irmão, tio, tia, avós, amigos, namorada, noiva, esposa, enfim. Pessoas importantes em nossas vidas que de alguma forma nos ensinaram algo ou nos transmitimos valores.

Vamos tentar deixar de lado a errônea imagem que o comércio nos passa da Páscoa.

O verdadeiro sentido de presentear quem gostamos com chocolate era dedicar algum tempo de nossa rotina para fazer o chocolate manualmente, cada um com seu jeito e estilo. Com o tempo a indústria aproveitou a oportunidade para ganhar dinheiro vendendo seus produtos.

Não é uma crítica às indústrias ou ao varejo. Nada disso. Eles estão fazendoa parte deles.

Vamos fazer a nossa!


Beijos e abraços!

domingo, 28 de março de 2010

Quantidade ou Qualidade?

Na cidade onde moro, Porto Alegre, a gasolina está R$ 2,59 o litro. Nas cidades vizinhas (região metropolitana) está é possível encontrar por R$ 2,49 o litro. Estamos falando de 10 Km de diferença entre a capital e região metropolitana.

Em um posto na cidade de Canoas (cidade que faz divisa com Porto Alegre), a gasolina estava R$ 2,39 o litro. Resultado? Fila para abastecer. E todo mundo que abastecia, enchia o tanque.

No outro lado da rua, outro posto oferecendo o combustível por R$ 2,59. Resultado? Vazio.

Fiquei me perguntando até que ponto vale ser igual aos outros. Ganhar no preço alto e não na quantidade. O posto que vendia mais barato pode ter perdido R$ 0,20 por litro, mas lotou seu posto de consumidores que ao invés de abastecer R$ 10,00, abasteceram R$ 100,00. Enquanto que o posto que vendia mais caro estava vazio. Uma mega estrutura com funcionários parados.

Sabemos que existem outros fatores como cartéis e acordos entre empresários fixando preço, entre outros politicos e econômicos, mas tenho muita curiosidade em saber ao final do mês qual posto lucrou mais: o que vendeu em grande volume à R$ 2,39 ou o que vendeu em menor quantidade à R$ 2,59.


Bom início de semana!

sexta-feira, 26 de março de 2010

Brasil e Mundo em protesto!

O Brasil parou para aguardar o fim do julgamento dos Nardoni, no Caso Isabella. Até o blog parou...

E amanhã, pra quem não sabe, haverá a Hora do Planeta, uma mobilização mundial criada pela WWF para promover a consciência sobre o aquecimento global.

Para participar, basta apagar todas as luzes de sua casa entre 20h30min. e 21h30min.


Você irá participar?

domingo, 21 de março de 2010

Atenção, homens!

"(...) Registros dão conta de que a rainha Cleópatra era fissurada por colorir as unhas (...)"

"(...) As mulheres egípcias de 3.000 a 3.500 A.C. costumavam pintar as unhas e as mãos com henna (...)"

"(...) Inicialmente, utilizavam mistura de clara de ovo, cera de abelha, gelatina e pétalas de rosa, que eram esmagadas para dar uma coloração avermelhada (...)"

"(...) Em 1932, surge a primeira linha de maquiagem para as unhas (...)"

Essas frases foram tiradas de uma matéria do caderno Donna, do jornal gaúcho Zero Hora, sobre essa paixão feminina: os esmaltes.

Não resta dúvidas de que isso vem de muuuitos anos. Acho que as mulheres já nascem com isso. É de genética. Óbvio que com o decorrer dos anos outras influências atiçam mais essa paixão.

E não adianta dizer que isso é coisa de patricinha. Hoje em dia até as "emos" não vivem sem uma cor nas unhas, mesmo que seja a cor preta.

Decidi escrever sobre isso ao perceber a importância que tem para as mulheres. Existem, inclusive, alguns blogs para tratar do assunto. Selecionei dois: Mão Feita e Unha Bonita. Neles, a mulherada se atualiza sobre as novidades e trocam dicas.

Além disso, filho de dona de Estética, convivo com essa realidade.

E por fim, sou louco pelo cheiro de esmalte e aprecio muito uma mão bem cuidada, com unhas pintadas de acordo com o estilo da pessoa.

Mulheres, continuem com essa maravilhosa tradição.
"Homarada", vamos dar mais atenção para isso.Não corram o risco de ser trocados por um esmalte. Percebam e elogiem as suas namoradas, amigas, mães, avós...


Bom início de semana! Até quinta.

quinta-feira, 18 de março de 2010

Joystick

Vai dizer que você nunca mandou seu chefe se f****!? Não importa se foi somente na sua cabeça. Mandou!

Em uma aula discutimos a função do gerente. A verdadeira função desses profissionais é fazer o trabalho sujo que os donos não querem fazer. E é exatamente por isso que eles são malas. Vivem de resultados. São constantemente cobrados.

São pessoas pagas para controlar a parte operacional da organização.

Parei pra pensar: já imaginaram uma empresa sem esse controle? É, sem um gerente mala sugando. Mas será que daria certo?

Acho que não.

Necessitamos de um controle. Se ninguém nos monitorar, corremos o risco de nem aparecer na empresa pra trabalhar. Sejamos realistas. Esqueçamos as exceções.

Somos irresponsáveis.

Isso serve pra outras situações, como relacionamento afetivo. Se não houver um certo "controle" pode dar problema.

Na minha "vasta" experiência, na grande maioria das vezes que eu não "controlei", me dei mal. e agora: erro meu por não controlar ou das outras pessoas por não serem responsáveis e sensatas?


Critique a vontade, mas pense duas vezes antes de xingar o carrasco. Você não vive sem um.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Buenos Aires do Puerto Madero!

Continuando a série "Buenos Aires", o bairro que mais gostei: Puerto Madero.

Bem que minha cidade poderia ter um lugar parecido. Tranquilo, bonito, elegante, charmoso, seguro... tanto dia quanto noite.

Contraditório, conta com a modernidade dos prédios executivos com a tradição das antigas construções. Perfeito para uma bela caminhada ao sol, para uma corrida no final do dia, ou para um sofisticado jantar à noite.



É tão importante que existe um belo trêm que perceorre o local de uma ponta à outra, excelente para apreciar toda a diversidade que o porto oferece. O trajeto é curto e dura aproximadamente cinco minutos. Custa menos de R$ 1,00.

Para almoço ou janta, sugiro o restaurante Siga La Vaca. Uma ótima oportunidade de experimentar a deliciosa carne argentina. Parrillada das boas. Tem picanha pra quem não gosta de miúdos. Com o sistema tudo incluso, gasta-se 62 pesos (mais ou menos R$ 31,00) para comer tudo que tem direito (entrada, salada, carnes...) com direito a um litro de cerveja, vinho ou refrigerante, e a uma sobremesa.




Bom proveito!!!

quinta-feira, 11 de março de 2010

Indústria x Varejo

Engana-se quem pensa que entre indústria e varejo existe um bom relacionamento. É briga, e das feias.

Isso acontece por que, atualmente, o canal de distribuição é a capitã da rede. Ou seja, é quem possui mais poder.

Acreditem se quiser, mas grandes indústrias como Unillever, Ambev, Procter & Gamble, entre outras, muitas vezes são pressionadas a aceitar condições abusivas, como por exemplo, cobrança excessiva por gôndola e os chamados "enxovais".

Em 2002, o preço de uma gôndola era em média R$ 10 mil reais. Hoje em dia deve custar mais. "Enxoval" é quando um grande varejo inaugura uma unidade e a indústria é obrigada a fornecer gratuitamente uma determinada quantidade de produtos.

No aniversário do varejo, mais um "presente" da indústria. A indústria quer lançar um produto no varejo? Tem que pagar. Quer um display? Outra negociação. Degustação no ponto de venda? Paga e ainda fornece o promotor.

Mas e vale a pena?

A indústria, muito bobinha que é, já sabe de tudo isso e inclui eses custos no preço dos seus produtos. O que acontece é que o varejo força cada vez mais descontos, diminuindo a margem das indústrias.

A grande verdade é que um não existe sem o outro. Indústria possui o produto e varejo possui o consumidor final. Imagine um WalMart ou um Pão de Açúcar sem os produtos da Nestlé ou da Coca-Cola. E o que seria de multinacionais como Unilever e Ambev sem produtos no Zaffari ou no Nacional?

Há alguns anos, uma grande marca ficou dois meses sem produtos em uma grande rede de varejo em função dessas difíceis negocioações. Teve que voltar atrás.

Isso tudo foi discutido em uma aula na Faculdade, na qual a turma foi dividida entre indústria e varejo buscando um equilíbrio nas negocioações. Como acontece na realidade, foi uma disputa de poder e grandeza sem chegar a um consenso.

domingo, 7 de março de 2010

Uma pausa na Argentina...

... para falar do Brasil. O varejo portoalegrense, mais precisamente.

Estava precisando de um monitor lcd usado para um computador. Fui até uma loja de eletrônicos usados e encontrei uma boa variedade deles. Todos pelo mesmo valor: R$ 230,00.

Um cartaz divulgava a facilidade de pagamento em até 6 vezes sem juros no cartão. O vendedor confirmou a condição. Escolhido o modelo, me dirigi ao caixa.

Ao passar o cartão (em 6 vezes), deu limite excedido. Voltei para casa e percebi que faltavam alguns reais para a solução, e então retornei para a loja com R$ 50,00 em dinheiro com o intuito de parcelar o restante (R$ 180,00) em 6 vezes.

Quando fui efetuar novamente o pagamento, tive uma surpresa. Outro vendedor (o gerente) disse que não seria possível parcelar em 6 vezes, alegando que o valor era promocional para pagamento à vista, e que seu funcionário teria dado uma informação equivocada. Entendi que ficaria complicado, e então sugeri 3 vezes (a metade). Nada feito. "Sei que posso perder a venda, mas só posso fazer em duas vezes", disse. Fui embora.

Como estava precisando bastante, voltei para fechar o negócio em duas vezes. Mais uma surpresa: o monitor aumentou! Foi para R$ 250,00. Lembrei o vendedor que eu tinha vindo DOIS dias antes e perguntei se não fazia pelo mesmo valor. Negócio não-fechado.

Agradeci e saí. Fui até o hipermercado Carrefour e encontrei o mesmo monitor, porém NOVO, por R$ 299,00, podendo ser parcelado em até 10 VEZES, com o dobro da garantia oferecida pela loja de usados. Negócio fechado.

Conclusão: comprei um produto novo com o dobro de garantia em 10 vezes sem juros por R$ 50,00 a mais. Isso mostra a superioridade das grandes empresas. As micros e pequenas reclamam, mas vão perder sempre. O cara perdeu a venda por UMA vez a mais no CARTÃO DE CRÉDITO, que praticamente não possui risco de inadimplência. Se fosse cheque, tudo bem.

Vai continuar com um monte de monitor encalhado, enquanto o Carrefour segue ganhando dinheiro...


Bom início de semana!

quinta-feira, 4 de março de 2010

Buenos Aires da Recoleta

Foi o primeiro lugar que conheci. Nela encontra-se boa parte da cultura da cidade. Museu de Belas Artes, Feira Artesanal, Cemitério (com túmulo da Evita), Centro Cultural, Buenos Aires Design, entre outros.



Antes de conhecer tudo isso, a porta de entrada é a grande feira de artesanato aos finais de semana, em meio ao verde do parque. A galera vai pra lá tomar seu mate e conversar. Tem barzinhos com mesas ao ar livre, shopping e o Hard Rock Buenos Aires - restaurante e loja.



De todos os lugares já citados, quero destacar o Centro Cultural. Foi o que menos chamou atenção. Mas o que mais me agradou. Entrei meio desconfiado, achando que não ficaria mais que 5 minutos. Não sei dizer ao certo quanto tempo fiquei, mas com certeza mais de meia hora e muitas fotos tiradas.


Perdoe minha ignorância, mas não sou chegado a museus com quadros. Na verdade, acho um porre. Mas respeito quem passa horas admirando um belo quadro no Iberê Camargo. Eu não vejo graça nenhuma. A não ser os quadros do Romero Brito, que eu gosto muito.


Por isso gostei do Centro Cultural da Recoleta. As obras de arte eram muito criativas e diferentes. Dentre as inúmeras atrações, essa eu achei muito interessante:



São centenas de embalagens de produtos de limpeza. Ao fundo, uma passagem de cubos.



Recoleta é um bom passeio!

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Buenos Aires do "El Caminito"

Saindo da Bombonera, no bairro La Boca, não dá pra perder o famoso El Caminito.


Trata-se de um lugar muito especial, humilde, encantador e cheio de história. O colorido das casas, segundo moradores, é em função das grandes embarcações que chegavam ao porto. Os proprietários pintavam suas casas com os restos de tinta destas embarcações, por falta de dinheiro. Faz parte da decoração, também, roupas no varal pra todo mundo ver. Inclusive peças íntimas.


La Boca é um bairro pobre e é fácil perceber isso. Tem que se cuidar e não é muito aconselhável ir lá depois das 17h. Mesmo assim, vale a pena o passeio. Muitas lojas para comprar presentes e lembranças. Diversos bares ao ar livre com apresentação de tango. Feira de artesanato. E muito lugar pra tirar foto.


Bom início de semana!

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Pra começar... Buenos Aires do Futebol!

Perdoem-me as mulheres que leem este blog, mas hoje o post é sobre futebol. O futebol porteño. Que por sinal é muito semelhante ao nosso. Especialmente com o futebol gaúcho, seja dentro de campo, nos dirigentes corruptos e nas torcidas apaixonadas.

Tive o privilégio de assistir River Plate x Rosário Central, no enorme Monumental de Nuñez, pelo Clausura. O ingresso mais barato custa 30 pesos (mais ou menos 15 reais). O principal jogador do River - o veterano Ortega - não jogou porquê estava de ressaca. Sim, é comum ele beber todas e não ter condições de jogo. Algo semelhante ao Romário, Adriano e Ronaldo, por aqui. Após o término da partida, por medida de segurança, é necessário aguardar meia hora para que a torcida adversária vá embora. Seja o jogo que for. A única coisa chata é que terminou 0 a 0. Não vi nenhum gol...

Mas a torcida, não pára um minuto...

video

Não poderia deixar de conhecer, também, a famosa Bombonera - estádio do Boca Juniors. Infelizmente, nos dias em que fiquei na cidade, o clube jogou fora de casa. Restou-me um tour pelo estádio vazio e no museu. Nada mal, aliás. Conheci um estádio como nem o do meu time eu conheço. Desde o gramado até o vestiário dos jogadores. Muito legal. É realmente uma caixa de bombom. "Chiquita". Parece uma quadra de futebol sete. Porém muito bonita e conservada, além de aconchegante. A proximidade com o gramado também encanta. Você fica a cerca de um metro dos jogadores. Duvido que algum jogador não trema ao entrar naquele estádio lotado, por mais experiente que seja.


Tentei resumir essas duas experiências que foram inesquecíveis para mim, mas com certeza tem muito mais coisa pra contar.



Bom final de semana!

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Agora sim...

Se um dia você tiver a oportunidade de conhecer Buenos Aires, não desperdice! Embora seja bastante turística, dá para aproveitar bastante sem gastar muito. Dividir tudo por dois é muito bom! Hehehe! Se um almoço for 20 pesos argentinos, por exemplo, você estará desembolsando 10 reais. Isso porquê a moeda portenha está por volta de 0,50 centavos de reais.

O mais interessante é que além de ser barato, dá pra fazer muita coisa sem gastar nada. A cidade é linda. Porém grande. Fica meio complicado fazer as coisas a pé. Por outro lado, o transporte é MUITO barato e além disso, lá tem metrô, um grande avanço para qualquer cidade. Para viajar de metrô, por exemplo, bastar ter 1,10 pesos (R$0,55). Existem cerca de cinco linhas subterrâneas que te levam para todos os cantos. Se optar por ônibus, irá gastar entre 1 peso e 1,40 pesos, pois depende da onde estiver e aonde irá desembarcar.

Nos próximos posts vou escrevendo especificamente de cada bairro que visitei.

Visite Buenos Aires e surpreenda-se com os "hermanos". Eles gostam bastante da gente, ao contrário do que pensamos. É uma pena a enchente que está acontecendo por lá atualmente. Dizem que começou na segunda-feira, dois dias após eu deixar a cidade.


Bom início de semana!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

De vorrta...

Buenos Aires foi incrível e tenho muita coisa pra escrever. Antes, porém, gostaria de escrever sobre o carnaval brasileiro. Bem rapidinho. Até porque eu não entendo nada...

Parabéns para a Unidos da Tijuca, campeã do Carnaval 2010 no Rio de Janeiro. Confesso que nem assisti todo o desfile e que carnaval não me atrai muito. Mas como é um assunto bastante popular em nosso país e me chamou atenção, resolvi postar.


Se foi a melhor ou não, não me perguntem. Mas foi a que mais inovou e surpreendeu. Por isso os meus sinceros parabéns!

Além de outrtas novidades, destaque para a comissão de frente com os truques ilusionistas. Incrível. Antes mesmo da apuração já era notícia. Um programa de televisão até se prestou a "desvendar o mistério" com uma super ultra mega blaster câmera lenta.
Nem sei se nos outros quesitos ela merecia os vários 10 que recebeu. Mas alguém teria coragem de tirar o título dela?

Nem melhor, nem pior. Diferente!

Eu valorizo muito gente que inova e vira post por aqui.



Em breve posts porteños...



Beijos e abraços!

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Paradinha

Estou indo para Buenos Aires e, logo, não conseguirei atualizar o blog como gostaria. Em duas semanas, porém, tudo voltará ao normal. E com muita novidade!


Beijos e abraços!

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Jobs e a Economia Mundial

Steve Jobs lançou mais um "filho" pra Apple: o iPad.


Mas o que esse computador tablet de 9,7 polegadas que pesa 680 gramas e tem 1,2 cm de espessura tem a ver com a economia mundial? Tudo.

Além de obviamente movimentar o comércio e os consumistas fissurados em tecnologia, esse lançamento mexeu também na bolsa de valores. Antes da apresentação, as ações da empresa caíram 2,5% durante o dia. Depois dela, subiram 3,5%.

Boa sorte para os investidores!

domingo, 24 de janeiro de 2010

Ouvi por aí...

Faz tempo que não escrevo sobre algo que gosto muito: música! Vou continuar mais um tempo sem escrever, pois esse post é para você ouvir, e não para ler.

Selecionei três vídeos que não consigo ficar sem acessar no YouTube. Não pelos clipes ou produções, mas sim pela música.

Eis o primeiro...



Stevie Wonder é tudo de bom! Um baita músico, além de exemplo de vida. Nunca se entregou para a falta de visão e ainda se preocupa com os problemas sociais. "Superstition" é a minha favorita, se é que dá para eleger uma. "Isn´t she lovely" também é show...


Dando continuidade, Lenine!



Um grande compositor pernambucano, além de cantor, arranjador, diretor musical... "Hoje eu quero sair só" é incrível.


Pra fechar com chave de ouro...



Caetano é f***! A suavidade e facilidade pra cantar transmitem uma calma muito relaxante. Qualquer música fica perfeita na voz dele. "Sozinho" (letra de Peninha) é uma das melhores letras da música brasileira, na minha opinião. Apesar de representar solidão, tristeza e melancolia, até o próprio Caetano elogia no meio da apresentação.


Claro que tem um infinito de músicas melhores ou tão boas quanto essas, mas quis apenas compartilhar um pouco do que eu tenho escutado por aí...



Bom início de semana!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Fim do Mundo?

O mundo realmente está acabando. Haiti não existe mais. É triste assistir todos os dias nos telejornais as cenas. Li que 90% da população não tem emprego. Sim...vai trabalhar aonde? A cidade sumiu. Algumas pessoas tentavam vender comida e roupa, mas ninguém tinha dinheiro para comprar. Virou uma terra sem lei. O acesso a roupas e comidas se dá por meio de doações ou "furtos" nos destroços de supermercados.

Aqui no Brasil não está muito diferente. Na praticamente capital do país, São Paulo, o caos impera. As enchentes são uma constante realidade, Viverá mais quem tiver barco e um apartamento do 49° andar. Por falar em apartamento e contrução civil, veja o que falou Augusto Pereira Filho, especialista em ciências atmosféricas da USP: "Onde antes havia terra, grama ou árvore agora há cimento e asfalto. Isso cria calor. Ou seja, sem construções que realmente aumentem as áreas verdes da capital, a própria cidade vai continuar turbinando as chuvas que se formam sobre ela"


Sim, estamos fazendo a nossa parte para que o mundo acabe em 2012!

sábado, 16 de janeiro de 2010

Leitura Obrigatória

Quem tiver a oportunidade de ler "Casais Inteligentes Enriquecem Juntos", aproveite. Trata-se de um livro que provavelmente mudará a sua vida. Funcionará melhor se você tiver um relacionamento bacana, mas vale também para quem está solteiro.

Esse tipo de livro, na minha opinião, deveria ser leitura obrigatória. Desde o ensino fundamental. Nosso país seria bem diferente se desde cedo aprendessemos a lidar com matemática financeira, ao invés de Bhaskara, logaritmos e todas essas coisas que normalmente esquecemos e acabam não servindo pra nada.

Gustavo Cerbasi enfatiza a importância do investimento, independente da fase ou ciclo de vida das pessoas. Define, com a propriedade de um renomado consultor financeiro, os cinco estilos de como lidar com dinheiro, e o "horóscopo financeiro dos casais". Comemora, com a virtude de quem mudou uma nação, a coincidência do crescimento econômico brasileiro enquanto vendia mais de 500 mil exemplares de seu livro.

Isso me fez ir atrás de informações sobre ações e bolsa de valores, com o intuito de desvendar o mito de bicho papão que os mesmo tem. Assisti uma palestra interessante, mostrando quando os juros trabalham a nosso favor, e não contra, como estamos acostumados.


Chega de dizer que isso não é pra gente. Quanto mais cedo, melhor. Vamos movimentar e fazer parte da economia, minha gente!

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

O que é pior na Televisão?

Povo adora uma traição. Os autores já perceberam isso e investem pesado.

Na atual novela das 20h, por exemplo, tem pra todos os gostos.

O persongaem de José Mayer teve um caso extraconjugal com a personagem de Giovana Antonelli. A sua esposa, personagem interpretada por Tais Araújo, também está envolvida pelo personagem de Thiago Lacerda, que inclusive irá engravidá-la, segundo revistas.

Experiente nesse assunto, o personagem de Marcello Airoldi (Gustavo) está provando do próprio veneno, já que sua esposa, personagem interpretada pela Letícia Spiller, também não ficou pra trás e envolveu-se com o personagem vivido por Carlos Casagrande.

Traição em família? Tem também. A disputada Aline Moraes que o diga.

Enfatizei "Viver a Vida" por ser a atual, mas isso se repete em praticamente todas.

Dando um tempo para as novelas e falando de seriados ou miniséries, o assunto é o mesmo. O que foi "Dalva e Herivelto" completado com a estranha frase "Uma Canção de Amor"? Essa canção tocou somente no primeiro capítulo, pois o resto, de amor não teve nada.

Assim como nas novelas, basta recorrer um pouco à memória para saber que na maioria a traição é fundamental.

Penso que isso prejudica um pouco os relacionamentos reais, estimulando ou causando desconfiança em quem assisite. Além, é claro, de banalizar o respeito e o amor.


Ainda bem que começou o Big Brother...

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

100º post

Essa é a 100ª postagem neste blog. Para comemorar, vou escrever sobre um momento muito bacana da minha vida, que aconteceu quando eu tinha 14 anos, a velha e boa fase em que "éramos felizes e não sabíamos"...

Escolhi este vídeo com o gol de Anderson, na épica vitória do Grêmio sobre o Náutico na emocionante decisão da Série B de 2005, para ser trilha deste post. Assista antes de ler.



O ano era 2001. Após um ano inteiro de muito treino, chegou o grande dia: a final do campeonato. Jogava na escolinha de futebol do clube que eu torço. Nosso time começou mal, mas foi se reforçando e tornando-se forte cadidato ao título.

Nas arquibancadas, muitos pais e familiares. Nenhum meu. Melhor assim. Não precisava me exibir pra ninguém. Nem me preocupar. Sempre fui alto. Canhoto, minha posição era lateral-esquerdo. Irritado por ver a dificuldade de seu filho em passar por mim, lembro que um pai gritou: "Vai jogar basquete, ô 6!". Seis era o número da minha camiseta.

Durante todo o campeonato, não fiz nenhum gol. Nada absurdo para um lateral-esquerdo. Mais servia do que marcava. No entanto, algo melhor estava guardado...

Início de segundo tempo. 0 a 0 era o placar. Escanteio para o meu time. Sempre ficava na entrada da área, esperando o "rebote". Olho para o treinador e ele manda eu ir pra área. "Vai pra área, tu é alto, vai pra área!" gritou ele. Estranhei a decisão... mas fui!

A bola passou por todo mundo. Um zagueiro adversário cabeçeou para afastar, mas a bola quicou na minha frente. Com o pé direito (que não é o bom) esperei o tempo da bola e chutei com um semi-volêio. No ângulo. Golaço! A partir daí eu não vi mais nada. Todos do meu time caíram por cima de mim.

O objetivo agora era suportar a pressão do outro time, também muito bom. Conseguimos até os 40 minutos, quando em uma bola parada, eles empataram. A decisão foi para os pênaltis e acabamos perdendo.

Quem nos entregou a medalha de vice-campeões foi o então presidente do clube, em uma bonita cerimônia. Enquanto todos foram comemorar com seus parentes, fui pro vestiário, tomei banho e fui embora, a pé até a parada de ônibus, sozinho, feliz.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Mundo da Bola

O mundo futebolístico é mesmo muito engraçado. Cada vez mais encarado como um negócio, os dirigentes esquecem totalmente dos torcedores, que representam a paixão. Mas isso só acontece por que nós, torcedores movidos por paixão, deixamos. Adoramos uma falsidade. Veja o caso Roberto Carlos:

O lateral-esquerdo de 36 anos, principal contratação do Corinthians em 2010 e que está em todos os veículos de informação, foi projetado ao futebol nacional e internacional pelo Palmeiras. Fez história entre 1993 e 1995, fazendo parte de um excelente grupo. O Verdão, inclusive, convidou o atleta para realizar tratamento médico e de fisioterapia em 2008, quando Roberto disse: "Tudo que eu tenho devo ao Palmeiras".


Este ano, defenderá o seu maior rival. A frase na chegada? "A minha realidade é que sou corintiano". Indo ao encontro de minha tese que o último sempre é o melhor, o lateral continuou: "Já vivi momentos de emoção na minha vida, mas esse é único". O pior de tudo? Seis mil torcedores aplaudindo.


Dá pra piorar? Dá. Em agosto de 2009 o jogador disse que jogar no Santos (outro clube paulista) era um sonho de criança e gostaria de encerrar a carreira no clube da Vila Belmiro. "Quero encerrar o assunto Corinthians e pensar única e exclusivamente em jogar no Santos", afirmou Roberto Carlos.

Para o Corinthians? Um ótimo negócio! Apesar do alto investimento, renderá o dobro ou o triplo em patrocínios e venda da camiseta número 6. O que não aceito é ver uma fanática torcida aplaudindo e idolatrando uma pessoa que há alguns anos era vaiada.

Resta-me somente uma dúvida: saber se os dirigentes e jogadores acham que somos idiotas, ou se realmente somos.


Bom início de semana!