sábado, 24 de janeiro de 2009

Quando apenas um rostinho bonito não basta.

Não tem jeito! Por natureza, temos o costume de idealizar. Principalmente, pessoas. Atribuímos facilmente beleza à perfeição. Consideramos de boa qualidade, um produto de boa embalagem. Obrigado! Nós, publicitários, agradecemos. Vivemos disso.

Você chega numa festa, olha aquela pessoa linda e logo imagina apresentando pra mãe e amigos. Ok, alguns pensam direto e somente em ir pra cama, para depois então, contar aos amigos como foi. Mas quando você conhece melhor a "perfeição", logo sente falta de um conteúdo. De neurônios.

Esses dias perguntaram qual o meu tipo de mulher favorito. Mulher inteligente, respondi de imediato. Então, pediram para definir. Impossível, afirmei. Existem vários tipos de inteligência. Não falo de mulher poliglota, com doutorado ou que explique, na íntegra, o Código do Consumidor. Falo de mulher bem informada, ou ao menos interessada, agradável, simpática e, principalmente, que se valorize.

Isso independe de classe social, idade, nível de instrução, etc. Acho que a pessoa já nasce assim. Com ou sem. Família e amizades influenciam. Ajudam ou pioram.


Mas que um rostinho bonito é tentador...isso eu não posso negar!

4 comentários:

Mary disse...

Que pena que hoje ser bonita vale mais que ser inteligente. Na "bolha" da beleza, inteligência não tem vez...
É, acho que penso como vc. Não posso negar que um rostinho bonito é bem tentador, mas conteúdo faz a total diferença. (para ambos os sexos)
No meu caso, não sei para o que apelar... Já que não sou nenhuma Afrodite nem uma Enciclopédia. Porém, entre ser uma deusa grega e um dicionário... Deixa eu ver... Fico com a segunda opção, já que pra ser uma deusa, teria que morrer e nascer de novo... Então fico com o conhecimento, que posso conseguir ainda nessa vida.
Hehehehe
Amei o post e o blog...
Xero
=D

Aline disse...

Certas coisas vem do berço. Quem não nasceu com isso, não vai ter jamais! Vale pra tudo...beleza, educação, bom senso, honestidade e etc. Acho uma pena que hoje em dia confunde-se muito ingenuidade com burrice e as poucas pessoas que realmente ainda são assim tão boas acabam sendo rotuladas.

*Raíssa disse...

Uma embalagem bonita é realmente tentadora, mas quando vemos o conteúdo, dá vontade de sair correndo. Homem burro é algo que não aguento.

Tem gente que se interessa em melhorar, agora tem outras que não querem quase nada com nada. O pior é que muitas vezes a beleza é amiga dessas pessas. Uma pena.

Beijos!

Tati disse...

hsuahsuahsuahsuahsuhusus, viu você disse que não podia definir! Sem graça definiu! =p Confessa que era preguiça de pensar na hora.
Na verdade você não procura alguém inteligente, você e todas as pessoas em geral procuram alguém semelhante, que tenha interesses parecido e busque objetivos em comum, enfim nós sempre queremos alguém que admiramos e que gostaríamos de "ser", mas o melhor é quando você resolve trabalhar junto com essa pessoa que não é tão perfeita assim, pra transformar tudo em “perfeito”, claro não é bem assim que funciona na prática mas quando se acredita pode dar certo!