sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Mãos ao alto!

No Dicionário On Line Michaelis, uma das definições para a palavra "assalto" é: "(...) 7. Esforços para conseguir alguma coisa difícil de obter (...)".

Mas o que é alguma coisa difícil de obter?

Um carro ou uma casa? Realização ou reconhecimento? Um amigo ou uma namorada?

E qual a estratégia (esforço) para obter alguma coisa?

Trabalhar? Conversar? Amar?

Algumas pessoas preferem um caminho bem mais fácil, rápido e incompetente: roubar. Roubando, elas assinam o seu atestado de inutilidade, incapacibilidade e incompetência de produzir e/ou conquistar algo. Diminuem-se.

Mais do que isso, essas pessoas traumatizam outras. As perdas materiais são significativas e difíceis. Causam transtornos. Mas não comparam-se ao trauma que toda a situação causa.

Este é um post indignado de alguém que teve o estabelecimento da mãe assaltado, fazendo com que esta ficasse muito chateada. Pior do que isso, é sentir-se de mãos atadas. Segurança pública e justiça com as próprias mãos não resolvem nada.


Rezar? É uma solução. Nisso eu acredito!

7 comentários:

Camilla disse...

Eu sinceramente não vejo uma razão pra uma pessoa roubar uma casa, um carro...
Por mais que alguém precise de dinheiro, vale a pena ferir para sempre a vida do outro?

Só relevo (e olhe lá) casos em que alguém por desespero rouba um pão ou algo do tipo, sem machucar nem fazer escândalo...

Beijos

*Raíssa disse...

Eu também acho ridículo roubar assim por nada. É um atestado de incompetência e mal caratismo. Mas concordo com a Camilla, relevo se for roubo de pão ou de 1 lata de leite sem violência.

Beijos

Gabi disse...

pior que sentir-se de mãos atadas é aquela enojante sensaçãop de que não vai mudar.

Aprendiz de escritora. ;) disse...

"Rezar? É uma solução. Nisso eu acredito!"
Tem momentos em que não podemos fazer nada, e rezar pode não mudar muita coisa por fora, mas muda totalmente por dentro. :)

MARIUS QUIRÓZ disse...

Quem rouba é sem dúvida uma pessoa incompetente frustrada.

Não consegue descobrir suas habilidades e nem desenvolvê-las para conquistar as coisas que merece.

Tirar dos outros é um atestado de incompetência humana.

Luzzi disse...

Cara, infelizmente nós vivemos em uma sociedade falida!!!

Amandinha disse...

É muito tosko essa de roubar, acho que não precisaa chegar a esse ponto!
Alguns casos, muito poucos agente releva né...

;*